Receitas

CLIQUE AQUI
Para ler as receitas especialmente selecionadas para 2004,
por Marcos o cartomante ocultista

 

ACABAR COM A DOR DE CABEÇA
1 folha de guaco e 1 copo de leite fervido. Quando esfriar, colocar uma colher de mel.

 

PARA TRAZER PESSOA AUSENTE
Pegue uma vela branca pequena e escreva na vela o nome da pessoa ausente no sentido horizontal. Acenda e coloque mel nela e, de preferência, a vela tem que ser colocada acima da cabeça.

 

RECEITA DE PRETO VELHO PARA ACABAR COM A DOR DE DENTE
Esmague um dente de alho e misture com salmoura fraca e faça bochechos.

 

RECEITA INDIANA PARA TRAZER PESSOA
AUSENTE
Conseguir uma menininha de 5 anos. Faça entrar debaixo da mesa e repetir 3 vezes o nome da pessoa ausente. Para fazer esta receita as melhores horas são 6:00, 8:00 e 12:00

 

PARA QUE SEU(SUA) NAMORADO(A) SEJA MAIS CARINHOSO COM VOCÊ E MAIS ARDENTE NO RELACIONAMENTO
Pegue um bombom, desenrole e passe no seu corpo nu e envolva-o de novo. Dê para a pessoa comer.

 

PARA DESCER A MENSTRUAÇÃO
Tomar chá de erva cidreira em jejum. Raiz de malva em jejum com quitoco e ortemisia. Fazer de tudo isso chá e tomar. 

 

PARA EVITAR A PERFÍDIA DE UMA MULHER
É coisa por demais comum e, praticamente inevitável, ser um homem-marido, companheiro ou amante-traído por aquela em cuja companhia vive. E isto, logicamente, é por demais desagradável para o homem, chegando mesmo, em certos casos, a levá-lo à prática de um assassinato, especialmente se tratar de um homem ciumento.
Como, de um modo geral, para tudo existe sempre um jeito a ser dado, para esse caso, ou seja, para o caso da traição de uma mulher, logicamente teria também de haver fosse o que fosse que a evitasse e, de fato, a simpatia que a seguir, ensinamos, é justamente a solução. Vejamo-la:
Numa folha de papel cor-de-rosa, copia-se a Ave-Maria e traz-se a mesma (a folha de papel) sempre conosco, pendurada ao nosso pescoço (do homem, é bom e oportuno que se frise), dentro de uma medalha de abrir e fechar. Com isso, é óbvio, evitará o homem a perfídia da mulher e/ou a sua traição. Neste último caso, por sinal, num dia de segunda-feira, em papel de cor azul, copia-se o Pai-Nosso. No dia seguinte (terça-feira) copia-se a mesma oração (Pai-Nosso), num papel cor-de-rosa. A seguir, dobram-se os dois papéis, colocando-os em um escapulário (uma espécie de breve) feito com pano cor de ouro. Esse escapulário (breve) deverá ser sempre trazido pendurado ao pescoço.

 

PARA EVITAR A PERFÍDIA DE UM HOMEM
Tanto para o homem é desagradável ser traído por uma mulher como, para uma mulher, é desagradável ser traída por um homem. Para o caso da mulher, ou seja, para evitar a perfídia de um homem a uma mulher ou a traição dele a ela, ensinamos a seguinte simpatia: num dia de domingo, às quatro horas da manhã, a mulher copia num papel de cor azul um Pai-Nosso e fecha tudo numa medalha oca, de abrir e fechar. Manter sempre pendurada ao pescoço essa medalha e, com isso, evitará, por parte do homem, a perfídia. Se for o caso de evitar uma traição por parte do homem, a mulher deverá fazer o seguinte: num pedaço de papel cor-de-rosa, ao meio-dia de uma quinta-feira, copia uma Ave-Maria; na sexta-feira imediata, também ao meio-dia, copia a Ave-Maria num papel de cor azul. Em seguida, dobra as duas folhas de papel e as colocas num escapulário (breve) feito de pano de cor prateada. Use, então, ao pescoço esse escapulário (breve) devidamente pendurado.

 

OUTRA SIMPATIA PARA SE CHAMAR UMA PESSOA AUSENTE OU, PELO MENOS, PARA SE SABER NOTÍCIAS DELA
Pode ser considerada mais como uma devoção do que, propriamente dito, como simpatia, é - a que a seguir ensinamos - uma fácil, quão eficiente, maneira de se chamar uma pessoa que se encontra longe de nós ou, pelo menos, dela se saber notícias. Consiste, apenas e tão-somente, no que se segue: às segundas-feiras, no quintal de nossa residência ou mesmo numa área interna, tal como a do tanque (nos apartamentos), coloca-se e acende-se uma vela branca, comum, em intenção das almas com sede no purgatório e, ao lado dessa vela, coloca-se um copo liso, branco, virgem, usado na primeira vez. Isso feito oferece-se se dizendo mais ou menos o seguinte: Minhas boas almas com sede no purgatório. Durante sete dias eu acenderei essa vela para vocês, ao lado desse copo vazio. Assim que vocês fizerem com que fulano(a) volte para mim ou que, pelo menos, eu tenha notícias dele(a), além da vela acesa, eu lhes darei um copo com água para que vocês saciem a sede.

 

PARA QUE UM AMANTE (HOMEM OU MULHER) SEJA FIEL
Não é, devemos dizer logo de início, uma simpatia lá muito higiênica. Podemos muito bem dizer que, na verdade, é até asquerosa ou nojenta, face ao que, para a feitura da mesma, se tem de usar. De qualquer forma, porém, sempre que a mulher (ou um homem) queira a fidelidade do companheiro(a), não importa que seja ou não marido, amante ou seja lá o que for, deverá fazer o seguinte:
1) Numa de sexta-feira, de lua cheia, ao ter relações sexuais com o companheiro (marido ou lá o que for), a mulher deverá se limpar com uma toalha branca, pequena, ou mesmo (de preferência) um lenço branco, virgem;
2) A seguir, deverá colocar essa toalha (ou lenço) junto a uma peça íntima, usada, mas sem ter sido lavada (cueca, digamos) do homem;
3) Isto feito deverá dobrar as duas peças, juntas, metendo-as, depois, em um saquinho (antecipadamente feito) de seda cor-de-rosa, saquinho esse que deverá ser fechado com linha também cor-de-rosa;
4) Finalmente, deverá a mulher colocar o saquinho dentro do colchão da cama do casal, justamente do lado em que o homem costuma dormir, no entanto, isso não poderá ser conhecido por ele, de modo algum.
Se, em vez de ser uma mulher que queira a fidelidade de um homem, for um homem que queira a fidelidade de uma mulher, um lenço branco, virgem, e o colocará junto com uma peça íntima dela (uma calcinha) usada e não lavada e, dobrada juntas, as colocará no colchão da cama do casal, no lado em que a mulher costuma dormir.

 

PARA UMA MULHER DOMINAR UM HOMEM COM QUEM VIVE
Grande número de pessoas não sabe ou, se sabe, com isso não se preocupa, que os pés são, além de ponto de apoio para o nosso corpo, além do meio de que dispomos para conseguirmos andar, o caminho mais rápido - digamos assim - para que sejamos contaminados de vermes nocivos à nossa saúde material. Justamente pelos pés, penetram em nosso corpo os perigosos e aniquiladores vermes conhecidos como "necator americanus" e "ancilostoma duodenali", vermes esses que causam, no homem, a chamada "opilação" ou "amarelão" como é mais conhecida. Justamente pelos cantos das unhas dos pés é que esses, além de muitos outros vermes, conseguem entrar em nosso corpo.Os pés, portanto, são de grande importância pra nós, o que é óbvio, pois que toda gente o sabe. No entanto, além de tudo o que pode, no homem, acontecer ou aparecer por intermédio dos pés, servem eles, também, como ponto essencial de apoio para uma quantidade enorme de simpatias e, até mesmo, de trabalhos de feitiçaria. A simpatia que, a seguir, ensinamos, tem por apoio,exatamente, os pés, como iremos ver. Para a feitura da mesma, age-se da seguinte forma:
1) Em tempo de lua nova, ao meio-dia em ponto, compra-se um par de palmilhas que sirva nos sapatos do homem que uma mulher quer dominar, de vez que com ele e tem medo, logicamente, de perdê-lo;
2) À meia-noite em ponto, do mesmo dia que forem compradas as palmilhas, deverão elas ser envolvidas em embrulho de papel verde, embrulho esse que deverá ser colocado dentro do colchão em que dormir o casal, exatamente ao lado em que dormir o homem;
3) Na sexta-feira imediata, o embrulho (será, propriamente dito, um amuleto), deverá ser retirado do colchão e guardado, pela mulher, até que ela possa colocar as palmilhas nos sapatos do seu companheiro e isto deverá ser feito, apenas, pelas mãos da própria mulher e com a maior naturalidade, isto é, sem que, de longe que seja, demonstre a mulher, ao homem, o que está fazendo, ou seja, a finalidade do que está fazendo.
Essa simpatia também poderá ser feita, por uma mulher, quando o seu companheiro - seja ele marido, amante ou não - a maltrata e, nesse caso, essa simpatia servirá para amansá-lo.

 

OUTRA SIMPATIA PARA A MESMA FINALIDADE
Com a mesma finalidade que a anterior, ou seja, para a mulher dominar o homem com quem vive ou para amansá-lo, ensinaremos agora a seguinte simpatia:
1) Num pedaço retangular de papel branco, sem pauta, a mulher deverá escrever o nome do homem, no sentido das diagonais do papel, de baixo para cima e de cima para baixo, isto é, cruzado;
2) Isto feito, a mulher deverá dobrar bem o pedaço de papel em que tenha escrito o nome do homem, dobrando-o bem e mordendo-o para reforçar ou assinalar bem a dobra;
3) A seguir, na sola do pé esquerdo (não é na sola do sapato), a mulher deverá colocar o pedaço de papel dobrado e, por cima do mesmo, colocar esparadrapo (dos grandes, usados geralmente nos hospitais), de modo que o papel desapareça por baixo do esparadrapo;
4) Para disfarçar - digamos assim - a mulher, por cima do esparadrapo ou, apenas, entre seus pedaços (se usar esparadrapo cortado), ou em volta dele (se usar um só pedaço grande de esparadrapo), deverá passar um pouco de mercurocromo, iodo ou Mertiolate, dando assim, a impressão de que se trata de um ferimento no pé;
5) Todos os dias pela manhã, assim que acordar - ainda em completo jejum - a mulher deverá sentar-se à beira da cama e, com força, como se estivesse com verdadeira e incontrolável raiva, baterá com o pé (esquerdo que é justamente, onde deverá ter sido colocado o papel como aqui se ensina) no chão (com energia) e, ao faze-lo, deverá dizer, mais ou menos, o seguinte: fulano (diz o nome do homem) será para mim, de agora em diante, um verdadeiro cordeirinho, um verdadeiro escravo, somente minha vontade prevalecerá e ele me obedecerá em tudo por tudo, fazendo, apenas, o que eu quiser ou mandar.
O papel deverá permanecer colocado à sola do pé esquerdo, até que caia por si mesmo e, neste caso, deverá ser repetido tudo o que foi feito, até quando se quiser.A mulher, logicamente, decidirá se, ou quando, deverá deixar de dominar ou amansar o homem e, assim, se, ou quando, deverá parar de fazer essa simpatia.
Essa simpatia também poderá ser feita por um homem, com relação à mulher com que vive e, da parte do homem, fará ele, quando à mulher, tudo o que aqui se diz.Até mesmo para se amansar um patrão ou patroa isso serve.

 

PARA QUE UMA MULHER SEJA SEMPRE FIEL
Um dos maiores tormentos de um homem, sem qualquer sombra de dúvida, é o não ter ele certeza da fidelidade da mulher com quem vive, seja casado, amasiado ou seja lá o que for.Vem isso de tempos imemoriais e, nunca deixou de existir, nem deixará de atormentar a qualquer um dos homens.A bem da verdade, a desconfiança de um homem, quanto à fidelidade da mulher é, antes de qualquer coisa, de duas uma: falta de confiança em si próprio e/ou insegurança dos sentimentos da mulher quanto a ele. É coisa por demais séria e, por ser, infelizmente, por demais comum, muitos e muitos crimes - dos chamados passionais - são a cada instante cometidos.
Justamente por isso ou, em outras palavras, para que um homem se tranqüilize quanto à fidelidade da mulher com quem vive ou, pelo menos, ama, passaremos a ensinar a seguinte, fácil, quão eficiente, simpatia.Trata-se do seguinte:
1) Deverá o homem comprar uma estrela-do-mar e envolvê-la, logo ao chegar em casa (sem que a mulher veja, é claro), em uma peça íntima do vestuário da mulher com quem vive (uma calcinha, por exemplo, especialmente usada e sem ter sido lavada);
2) Isto feito deverá o homem colocar essas duas coisas (a estrela-do-mar envolvida pela peça íntima da mulher) em um saquinho de seda azul, o qual deverá ser cosido com linha também de seda azul (isto, aliás, deverá ser feito à meia-noite em ponto, de uma sexta-feira de lua nova e em completo segredo);
3) Na sexta-feira seguinte, deverá o homem colocar o tal saquinho dentro do colchão em que dormir o casal e justamente do lado em que a mulher dormir.
Em hipótese alguma, deverá a mulher saber do que foi feito.

 

Esta mesma simpatia também poderá ser feita, por uma mulher e, nesse caso, as alterações serão, apenas as seguintes:
1) A peça íntima de vestuário deverá ser, logicamente, do homem, usada e não lavada (uma cueca, por exemplo, especialmente se estiver suja com a ejaculação produzida na última vez em que tenha tido ele relações sexuais com a mulher);
2) O saquinho deverá ser de seda, cor-de-rosa e cosido com linha de seda também cor-de-rosa;
3) O saquinho deverá ser colocado dentro do colchão do casal, do lado em que a mulher dormir.

 


PARA ARRIAR SEXUALMENTE UM HOMEM
Embora, como muitas outras, não seja esta também muito higiênica, bem se pode classificá-la como asquerosa ou nojenta, ela tem, a que ora ensinamos, por finalidade justamente a desmoralização sexual, aniquilamento sexual ou, em palavras mais exatas, a arriada sexual de um homem. Com a feitura dessa simpatia, o que se consegue é que o homem, ao querer praticar o ato sexual com uma mulher, não possa, para isso, contar com a ereção do seu pênis (na gíria popular, a isso se chama de falta de tesão). Vejamos, portanto, a seguir, a simpatia de que agora nos ocuparemos:
1) Ao ter relações sexuais com o homem com quem vive, seja casada ou lá o que for, a mulher, logo após a prática do sexo, deverá colher em um lenço branco, virgem, ou em qualquer pedaço de morim ou outro pano branco, também virgem, o produto da ejaculação dele (somente o dele);
2) A seguir, a mulher introduzirá, pelo gargalo de uma garrafa de litro, branca, o lenço ou pano assim preparado, tapando-a imediatamente;
3) Isto feito, a mulher enterrará a garrafa, de pernas para o ar (o gargalo para baixo), na terra de um cemitério, preferencialmente perto do cruzeiro das almas e, ao faze-lo, mentalizará, com firmeza a energia, o que quer, isto é: que o homem, a partir daquele instante, somente poderá ter relações sexuais com ela ou - é preferível dizer - que o homem não terá mais ereção (tesão) com nenhuma mulher, até mesmo com ela (a mulher que fizer essa simpatia).


PARA DOMINAR UMA MULHER
Além das outras a que já nos referimos, vamos, agora, ensinar uma simpatia que, a bem da verdade, é baseada - bem podemos dizer - na absurda estória da serpente que tentou Adão e Eva no paraíso, ou seja, no Éden Celestial, daí, então, sermos nós - criaturas humanas, filhas de Adão e Eva - condenados ao sofrimento em qualquer setor da vida.Deixando de lado a referida estória, vamos nos limitar a tratar, propriamente dito, da tal simpatia. È a seguinte: captura-se uma cobra fêmea (dever-se-á tomar cuidado, logicamente, para que não se trate de cobra venenosa),devendo essa cobra ser capturada logo após o nascimento (dos seus ovos) de suas crias (filhotes de cobra). Tendo-se capturada a cobra, dará o homem, a ela, o nome da mulher que pretende ou quer dominar. Isto feito, o homem manterá presa a cobra durante treze dias e, à meia-noite de cada um desses trezes dias, dirigindo-se à cobra, como se o fizesse à própria mulher, deverá ele dizer: completo e absoluto domínio terei eu sobre ti (diz o nome da mulher) e tu me obedecerás cegamente em tudo que te mandar fazer ou exigir eu de ti e isto enquanto viveres tu e eu. Logo após ter dito tais palavras na décima terceira noite, o homem deverá levar a cobra para o bosque ou mataria mais distante que possa encontrar e, lá, soltá-la.

 


PARA SE PRENDER (AMARRAR) UMA PESSOA
Ninguém desconhece - bem podemos dizer - as inúmeras, quão valiosas, utilidades que têm certas plantas e, entre elas a tão conhecida malva. Especialmente se essa malva for colhida em um cemitério ou no adro de uma igreja católica. E tanto o é que, justamente baseada no emprego ou uso da malva, passaremos a ensinar a seguinte simpatia:
1) Num cemitério ou no adro de uma igreja católica, colhem-se três pés de malva, levando os mesmos para nossa residência;
2) Ao chegar-se em casa, metem-se esses três pés de malva debaixo do colchão da cama em que o homem (o que faz a simpatia) com a mulher;
3) Todas as noites, ao deitar, o homem deverá dizer o seguinte: Fulana (diz o nome da mulher), assim como estas malvas foram colhidas no cemitério (ou no adro de uma igreja) e estão debaixo de mim, assim a mim estarás presa (repete-se o nome da mulher) e amarrada e só me deixarás quando se ouvir a voz dos corpos do cemitério ou da igreja de onde vieram elas (as malvas);
4) Isto deverá ser feito, pelo homem, durante nove dias seguidos, sempre à mesma hora.
Essa simpatia tanto pode ser feita por homem, para prender ou amarrar uma mulher como, também, por uma mulher, para prender ou amarrar um homem.Será, apenas, uma questão de se modificar, a contento, as palavras, o que não é modo algum difícil.

 

PARA AS MOÇAS QUE DESEJAM CONSEGUIR UM MARIDO
Rara é, na realidade, a moça que não quer casar e que, justamente por isso, não venha a lançar mãos de seja lá que recurso for. Não existe, de modo geral, nenhuma moça que não sonhe com o casamento; com a companhia, para toda a vida, de um homem; com um lar, filhos e tudo o mais que com isso, tenha ligação.Muito especialmente quando, vendo os anos se passarem, vendo a velhice praticamente lhe bater às portas, tem as moças o pavor indescritível de "ficarem para titia", como se costuma dizer. Existem, é claro, solteironas pelo mundo inteiro, no entanto, se o são, logicamente não terá sido pela vontade de qualquer delas. Na realidade, porém, o que se deveria dizer é que, de modo geral, nenhuma mulher gostará de passar pela vida sem que, ao seu lado, tenha ou tenha tido um homem, não se detendo no processo como conseguiu.
Justamente por isso é que a essa criaturas - a quem poderemos denominar de infelizes - ensinamos a seguinte, fácil, quão eficiente, simpática. Trata-se do seguinte:
1) Pegar o retrato do homem que ama ou com o qual quer se casar ou se unir, assim conseguindo um marido ou companheiro (amante, ou seja, lá o que for) e contemplá-lo demorada e apaixonadamente;
2) Ao fazê-lo, dizer as seguintes palavras: fulano (diz o nome do homem). São Manso te amanse e o manso Cordeiro também, para que não bebas, não comas, não descanses, enquanto não fores meu marido (meu homem, meu amante, me...);
3) Deverás repetir isso durante seis dias seguidos,sempre à mesma hora e, segundo a tradição que existe a esse respeito, no sexto dia aparecerá, o homem desejado á frente da mulher (que fizer essa simpatia).



OUTRA SIMPATIA PARA CASAMENTO OU AMARRAÇÃODE UM HOMEM
Pelas mesmas razões da simpatia anteriormente ensinada, poderá ser feita esta outra que é fácil também e, antes de tudo, mais eficiente. Trata-se do seguinte:
1) Ao meio-dia em ponto de uma segunda-feira de lua nova, deverá a mulher comprar três metros de fita azul celeste;
2) À meia-noite em ponto, do mesmo dia, a mulher deverá escrever, com tinta firme, o seu próprio nome numa das pontas da fita e, na outra ponta, o nome do homem que deseja;
3) Dobra, em seguida, bem dobrada e com cuidado a fita e, à meia-noite em ponto da sexta-feira imediata, deverá amarrar essa fita no braço esquerdo (da mulher que faz a simpatia), também podendo ser na coxa esquerda;
4) O que foi feito será mantido ou conservado, todo o tempo possível, até o dia do casamento (não deixará de ser realizado) e, tão logo se encontre o casal no quarto onde ocorrerá o começo de sua lua-de-mel, deverá a mulher retirar a fita, fazendo-o de modo que o marido não possa ver ou disso tomar conhecimento.

 

PARA SE SER AMADO (HOMEM OU MULHER)
Não há no mundo - não há exagero em dizê-lo - quem não queira ser amado, quem não goste de ser, pelo menos, objeto da preocupação de alguém que nos desperte a mínima impressão possível de bem querer.
É um fato e ninguém desconhece e/ou nega isso. É qualidade inata da criatura humana querer ser amada, querer ser desejada, querer ser motivo do amor ou, pelo menos, da benquerença de seja lá quem for. Nem sempre, porém, é isso possível. Justamente para que isso se realize, isto é para que sejamos amados, desejados e até mesmo (por alguém em certos casos) invejados, a seguir ensinaremos uma simples, mas eficiente, simpatia que, na realidade, se baseia em um breve, patuá ou amuleto. Trata-se do seguinte:
1) Compra-se, ao meio-dia de uma quinta-feira de lua de quarto crescente um pedaço de seda azul;
2) A seguir , nesse pedaço de seda azul, envolve-se uma estrela-do-mar;
3) Isto feito cose-se, com linha também azul, e, assim, estará pronta a simpatia que, como dissemos ao início, é mais um amuleto, breve ou patuá que, guardado com carinho, sempre junto ao corpo, permitirá que sejamos amados pelas pessoas que nos cercam, sejam elas mulheres, crianças ou homens, vistos que o amor de que aqui se fala é, na realidade, mais uma benquerença, uma grande amizade, grande quão sincera. Em outras palavras, essa simpatia servirá para que, pelo menos, nos tornemos simpáticos a todos os que nos cercam ou que , pelo menos, convivem conosco.

 


OUTRA SIMPATIA PARA DESMORALIZAR SEXUALMENTE UM HOMEM
Também essa é uma fácil, mas eficiente, simpatia que, sendo bem feita, fará com que um homem perca toda e qualquer possibilidade de, a contento, ter relações sexuais com uma mulher. Não deverá de modo algum, ser feita por qualquer "dá cá aquela palha", isto é, sem um motivo que, para quem a faça, não possa e/ou deva ser, de fato, considerado como justificativo.
Trata-se do seguinte:
1) Numa terça-feira de lua minguante, deverá ser recolhida a urina do homem que se quer atingir, devendo-se ter o cuidado de não misturar a urina com nenhum outro liquido;
2) Dever-se-á guardar essa urina, em um frasco, durante treze dias seguidos, tendo-se colocado, no mesmo frasco, junto com a urina, azeite doce, virgem, de boa qualidade, na proporção de 50% ou seja: meio a meio;
3) Nas treze noites dos citados treze dias dever-se-á deixar o frasco destampado, ao relento, guardando-o logo ao amanhecer;
4) Finalmente, após esses treze dias e treze noites, lançar-se-á tudo sobre um montículo de estrume (de boi, de preferência), podendo, no entanto, também ser de cavalo e até mesmo de gente.

 


PARA SE SABER SE UMA PESSOA AUSENTE NOS É FIEL OU NÃO
Muito usada no passado, ou seja, nos tempos em que nossa civilização não tinha ainda, logicamente, atingido o ponto em que ora se encontra, era essa simpatia.Não obstante e com os mesmos resultados antes obtidos, poderá ela, mesmo nos tempos atuais, ser feita. É simples e fácil.Consiste no seguinte:
1) Forra-se a mesa em que se costuma fazer as refeições diárias com uma toalha alva (branca) limpíssima, isto é, que nunca tenha sido usada antes;
2) Ao centro da mesa, por cima dessa toalha, coloca-se o retrato da pessoa cuja fidelidade se quer conhecer;
3) Por trás do retrato, coloca-se uma vela acesa, em um castiçal ou em um pires;
4) Durante o maior tempo que se possa agüentar (sem pestanejar e sem se pensar em qualquer outra coisa que não seja a pessoa cuja fidelidade se quer saber), fita-se (olha-se firmemente o retrato), observando-se, então, o seguinte:
a) Se nos parecer que o retrato se mantém nítido e claro, tal como é na realidade, podemos ter a certeza de que a pessoa nos é fiel, não obstante se encontra longe de nós, isto é, ausente;
b) Se, ao contrário, nos parecer que o retrato está escuro ou escurecido e como que desaparecendo de nossa vista, aí é o caso se ter a absoluta certeza de que a pessoa não nos é fiel, ou seja, está nos traindo, seja lá como ou com quem for.

 

PARA AFASTAR INVEJA OU MAU-OLHADO DE CASA
É
por demais conhecida a planta chamada de comigo-ninguém-pode. Embora seja por demais venenosa, é ela, por outro lado, de grande utilidade - e como tal é largamente empregada - para se afastar, de nossa casa - seja de residência, seja de trabalho - os noviços fluídos de inveja, mau-olhado, olho grande etc.
Para tanto se conseguir, é necessário e suficiente que, ao lado da porta principal de entrada ou, pelo menos, em lugar bem visível para quem entrar, se coloque um vaso ou lata onde se tenha plantado a referida planta: comigo-ninguém-pode.
Com a continuação do tempo, se poderá observar se a planta está ou não crescendo e como poderá observar o seguinte:
1) Se a planta estiver crescendo, viçosa, cada dia mais, isto é sinal de que está sendo afastado qualquer sentimento ou influência de mau-olhado, inveja, ou seja, lá o que for;
2) Se, ao contrário, estiver mirrando, isto é, não estiver se desenvolvendo como seria de se desejar e/ou esperar, é isto sinal de que existem no local fluídos ou influência nocivas que deverão ser eliminados ou, pelo menos, afastado e isso será conseguido, logicamente, com o passar dos tempos;
3) Se, por outro lado, a planta, de vez em quando, apresentar-se com algumas folhas envelhecidas, amarelas - folhas essas que deverão ser retiradas - é isto sinal de que, embora em pequena proporção, ainda existem os tais fluidos ou influências noviças; também o passar dos tempos resolverá o problema.

 

COM UM COPO DE ÁGUA, PARA A MESMA FINALIDADE
Com os mesmos efeitos que a planta comigo-ninguém-pode, também se poderá usar, em nossa residência ou no lugar onde se trabalha, um simples copo, com água, devendo o mesmo, de preferência, ser colocado atrás da porta principal de entrada, água essa que deverá ser mudada pelo menos de sete em sete dias. É simples, mas de grande eficiência em simpatia.

 

SEGREDO PARA SE MAGNETIZAR UMA GARRAFA DE ÁGUA OU SEGREDO DE RAQUEL, SALVADORA DE SALOMÃO
Tome-se uma garrafa quase cheia de água do mar e coloque-se sobre uma mesa de pinho; assente-se o indivíduo em uma cadeira, de forma que não toque sua roupa na mesa.
Feito isso, ponha as pontas dos dedos no gargalo da garrafa, e os dedos da outra mão quase no fundo da dita garrafa, fixando a vista na garrafa e assim estará por espaço de 3 horas.
Logo que a água comece a fazer espuma, e a garrafa a mover-se, está pronta a mágica branca ou magnetismo...

 

EFEITOS DA GARRAFA MÁGICA
Depois que a água ficar completamente magnetizada, basta só beber um ou dois goles da dita água para se ficar completamente magnetizado e durante o sono obtém-se tudo que se deseja; havendo primeiro o cuidado, antes de se beber a água, de dizer o que se deseja naquele momento ou depois.
Logo que se acordar, encontrar-se-ão completamente satisfeitas as nossas vontades.
Muitas coisas admiráveis se poderiam dizer sobre esta matéria; porém deixaremos isto à prática do leitor, pois, se indicarmos todas as maravilhas que se podem obter; muitos terão medo de magnetizar a garrafa; por isso então aqui daremos ponto final, pois o primeiro curioso que experimentar esta mágica dirá aos outros o que viu, o que se pode fazer.

 

PARA FICAR EM EVIDÊNCIA E SER O PREFERIDO
Sendo homem, espete uma agulha do lado direito, na parte interna do foro do paletó, de modo que não lhe fira o corpo.
O terno deve ser de cor azul-marinho, ainda em bom estado. Essa operação deve ser iniciada numa quinta-feira de lua nova, em que esteja chovendo bastante.
Sendo mulher, use um vestido de cor azul, espete a agulha do lado esquerdo, de modo que não apareça nem lhe fira o corpo.
Essa operação deve ser feita numa sexta-feira da lua cheia, estando o dia bem seco.
Em qualquer caso, conserve a agulha durante três dias consecutivos, retire-a e guarde-a durante três dias, torne a usá-la durante três dias e assim sucessivamente. Deverá empregar sempre esse recurso.

 

PARA SEGURAR SEU AMOR
Pegue um carretel de linha branca, virgem e vá enrolando, em forma de cruz, numa fotografia da pessoa amada. Quando terminar, lacre a ponta com três pingos de cera de uma vela branca. Ofereça a vela ao seu Anjo-da-Guarda e ao Anjo-da-Guarda da pessoa amada. Enterre a foto num vaso ou no jardim, aguando diariamente.

 

 

Obs.: as receitas aqui citadas são apenas algumas de Marcos o cartomante ocultista. Se você quiser algo mais forte ligue que será atendido. Algumas dessas simpatias devem ser feitas fora do período menstrual e de preferência com o corpo limpo e perfumado, que não tenha ingerido comida com pimenta ou bebida alcoólica e sempre com o pensamento fixo no que deseja conquistar.

 


Site desenvolvido e mantido por Sergio Penedo
Copyright © 2016 SRMP Treinamentos e Consultoria LTDA. Todos os direitos reservados
Proibida reprodução total ou parcial do texto e/ou imagens sem a prévia autorização do autor, por escrito.